Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fashion & Life by Mónica

Era Mais Feliz...

Eu era Mais Feliz quando estava em casa.

Era Mais Feliz quando passava o dia inteiro a cuidar dos meus filhos e da casa.

Mais Feliz com um horário para levantar da cama e sem nunca  saber quando me ia deitar.

Mais Feliz a arrumar a sala pelo menos três vezes na mesma manhã, porque os filhotes desarrumaram tudo.

Mais Feliz sem pausas e intervalos ao longo de um dia de trabalho.

Mais Feliz quando passava alguns dias sem ter conversas de adultos.

Mais Feliz porque tinha tempo e paciência para brincar com os meus filhos.

Mais Feliz mesmo estando mais exausta do que agora que tenho um trabalho das 9h às 18h.

Mais Feliz porque o foco eram os filhos e sentia que estava realmente presente em tudo.

Mais Feliz sempre a arrumar a casa, a tratar da roupa e a fazer comida.

Mais Feliz porque também era mais criativa.

 

Estar em casa com os filhos e tratar da casa, não é de todo fácil. MESMO NADA FÁCIL. Mas descobri que é algo que realmente gosto. E eu era Mais Feliz em casa  com os filhotes. Mas, infelizmente, tive de voltar ao trabalho, porque tinha de ajudar o maridão com as despesas. 

Há um ano que estou a trabalhar e gosto de trabalhar, sempre gostei, sinto que estou a perder algumas coisas. Sinto que não estou tão realizada. Claro, que com o trabalho, também deixei de escrever, o que faz parte de mim, mas as minhas ideias estão sempre na minha cabeça e a um passo de uma caneta e papel, mas voltar a estar com os meus filhos e cuidar apenas deles e da casa, já é mais complicado.

 

 

assinatura blog.png

 

5 Meses de Pura Felicidade

5 meses Mateus

 

O Mateus fez ontem 5 meses e nós não podíamos estar mais felizes! Foram cinco meses de pura felicidade e de muito deleite. 

Adoro vê-lo sorrir e ouvir as suas gargalhadas, que de dia para dia, vão sendo cada vez mais frequentes. Tem sido uma aventura dar-lhe a papa e a sopa. Já começa a ser uma aventura mudar-lhe a fralda, porque não está quieto com as perninhas.

Estou, neste momento, a escrever este post, com ele na espreguiçadeira a olhar para mim e sorri que nem louco, e isso aquece me o coração. Este menino faz me sentir tão feliz e completa. Estou completamente apaixonada. Sou uma mãe babada! 

 

assinatura blog.png

 

 

3 Anos de Casamento!

casamento

 

Parece que foi ontem que estava a escrever o post sobre a comemoração do nosso segundo aniversário de casados (ver aqui) e pouca coisa mudou desde então.

Continuamos malucos um pelo outro, continuamos felizes e tivemos a alegria de ter mais um filho. Engraçado, três anos de casamento, três filhos. Estamos a casar os filhos com os anos de aniversário este ano.

Estamos mais Felizes que nunca com mais um bebé! Parecemos um casalinho de adolescentes apaixonados e é tão bom, parece que foi ontem que nos conhecemos, mas já vão uns anos.

Recordamos a cerimónia com muito carinho e temos a mesma em dvd, que ele adora ver e provavelmente hoje a vamos rever. Vamos rever a cerimónia, os nossos nervos, a nossa felicidade e a nossa emoção.

 

3 anos de casamento! O tempo passa mesmo a correr! E nós não podíamos estar mais Felizes! Somos apaixonados, somos melhores amigos,somos confidentes, somos parceiros e companheiros e espero que continue assim durante muitos e muitos anos! 

 

assinatura blog.png

 

Uma hora Pequenina

Foi uma coincidência engraçada, no dia 24 de Outubro estava eu no café com amigos e todos falavam da mudança da hora, nesse mesmo dia, eu já tinha ido para as urgências porque estava a perder o rolhão mucoso, mas a médica mandou-me para casa dizendo: "Ainda não está em trabalho de parto e as contracções não são nada de especial, se ficarem mais fortes, depois volte".

Ok, pensei que ia passar o fim de semana naquilo. Todos os nossos amigos diziam que não passava daquele fim-de-semana, temos uma amiga que até disse que seria na mudança da hora que eu ia para o hospital.

DITO E FEITO.

Eu estava a tentar dormir, até que senti uma dor na barriga, tentei acalmar-me e a dor passou, fui à casa de banho e rebentaram-me as águas.

Liguei à minha mãe para ela ficar com os miúdos, e eu e o maridão fomos para o hospital. Não estava muita gente e o atendimento foi muito rápido. Pedi para tomar epidural, pois sentia-me bastante desconfortável com as contracções.

Trataram do meu internamento e alguns minutos depois o maridão juntou-se a mim, estávamos ansiosos, o Mateus estava prestes a nascer. Eu olhava constantemente para o relógio, a ansiedade dá cabo de mim, a verdade é essa. E ao mesmo tempo, achava engraçado o facto de terem acertado que o bebé iria nascer perto da mudança da hora.

A anestesista chegou e deu-me a epidural, mas não tive tempo para que fizesse efeito no seu esplendor, sim tirou-me o incomodo das contracções, mas não fiquei dormente como era suposto, o Mateus estava com pressa.

Segui para o bloco de partos e o meu corpo tremia que só vendo, já no parto do Santiago aconteceu o mesmo, os nervos dão para isso, mas todas as enfermeiras disseram que era perfeitamente normal.

O parto correu muito bem, ao contrário do Santiago não foi preciso ajudas externas (fórcepes ou ventosas), foi muito rápido e eu puxei o Mateus para fora (armada em Kourtney Kardashian) e o maridão cortou o cordão umbilical. Mais uma vez na vida chorámos os dois de felicidade enquanto víamos, abraçávamos e falávamos para o novo membro da família.

Tão pequenino, tão frágil, tão bonito e tão nosso.

Um beijo entre mim e o maridão, uma troca de olhares que só nós conhecemos e pouco foi preciso dizer um ao outro, estávamos e ainda estamos num estado de felicidade plena.

Tudo durou à volta de duas horas, foi literalmente uma hora pequenina, tal como se costuma desejar a uma grávida e foi o oposto do Santiago (demorou várias horas). O Mateus nasceu a 25 de Outubro às 2:35, não foi bem na mudança da hora, mas pouco faltou. Nasceu mais pequenino do que estávamos à espera, mas cheio de saúde e com uma vontade enorme de mamar.

 


Segue o fashion & life
fashionbymonica@sapo.pt

                








Some blog design Written by Joana

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.